Distribuição, dinâmica populacional e danos provocados por Meloidogyne incognita, Rotylenchulus reniformis e Pratylenchus brachyurus na cultura do algodoeiro no estado do Mato Grosso.

Ano da safra: 2001/02 | Categoria: Fitopatologia

Um levantamento foi conduzido em três das principais regiões de cotoniculturado estado do Mato Grosso, com o objetivo de obter informações sobre a ocorrência de Meloidogyne incognita, Rotylenchulus reniformis e Pratylenchus brachyurus, na cultura do algodão.

As amostragens foram feitas entre os meses de fevereiro a maio de 2002, com a coleta de solo e raízes de algodão. No total foram 623 amostras compostas, representativas de 21.793 hectares com algodão, em 18 propriedades. Os nematóides foram extraídos por peneiramento e centrifugação, identificados, quantificados e aqueles de importância para a cultura, foram identificados até espécies. As três espécies de nematóides importantes para o algodoeiro foram encontradas no Estado.

Pratylenhus brachyurus ocorreu em 94% das amostras, com média populacional de 192 indivíduos/g de raiz e 65/200 ml de solo. Meloidogyne incognita foi identificado em 5,3% das amostras, com média populacional de 27juvenis/g de raiz e 148/200 ml de solo. Rotylenchulus reniformis foi encontrado em 2% das amostras, com média de 120 juvenis e adultos vermiformes/200 ml de solo. O material biológico (nematóides) está sendo mantido em plantas no telado de sombrite para futuros testes de agressividade dos isolados, níveis de danos, resistência dos cultivares.

Relacionadas

IMAmt - Instituto Mato-Grossense do Algodão
Rua Engenheiro Edgard Prado Arze, 1777 - Ed. Cloves Vettorato - 2 andar Quadra 03 - Setor A - Centro Político Administrativo
CEP: 78049-015 - Telefone: (65) 3624-1840
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil