Ampa qualifica mão de obra com criação da Escola de Beneficiamento

Foto: Assessoria de Imprensa AMPA/IMAmt

Embora o estado do Mato Grosso possua o maior setor industrial de beneficiamento do Brasil, com aproximadamente seis mil colaboradores nas operações das usinas de beneficiamento, era na qualificação que a Associação Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) encontrava seus maiores desafios, segundo levantamento feito com os produtores de algodão do Estado. As necessidades se concentravam na escassez da mão de obra qualificada, o que impactava negativamente na qualidade da fibra e nos custos no beneficiamento, desfavorecendo a competitividade do algodão nos mercados interno e externo.

Na busca por suprir a necessidade de mão de obra especializada nas algodoeiras e fomentar pesquisas no beneficiamento da fibra do algodão, a Ampa, em parceria com o IBA e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT), e por meio do Instituto Mato-Grossense do Algodão (IMAmt), criou a Escola de Beneficiamento, com foco na qualificação de profissionais para aquela que é considerada uma etapa fundamental para a qualidade da pluma ofertada à indústria têxtil nacional e aos compradores de outros países.

Assim, o IMAmt iniciou os primeiros módulos de Manutenção Mecânica (carga horária de 320 horas) e Gestão de Algodoeiras (carga horária de 160 horas). Os alunos aprovados tiveram a oportunidade de fazer um estágio profissionalizante em usinas de beneficiamento de Mato Grosso na safra 2017/18. Como condição dos cursos, somente após esse estágio os alunos foram considerados qualificados para atuarem na atividade. Até o momento, 120 alunos passaram pela Escola de Beneficiamento.

“Nossa avaliação é de que este projeto é de extrema valia. Temos recebido, inclusive, grupos de outros estados, como a Bahia. O pessoal do Mato Grosso do Sul também entrou em contato e pretende enviar suas equipes para qualificação de sua mão de obra. Nossa intenção é oferecer treinamentos-padrão para atender à demanda de produtores em várias regiões do Brasil”, comemora o diretor executivo do IMAmt e da Cooperativa Mista de Desenvolvimento do Agronegócio (Comdeagro), Álvaro Sales.

Banco do Conhecimento

O IBA tem como objetivo fazer a Gestão do Conhecimento dos projetos do setor algodoeiro no Brasil. O Banco do Conhecimento é uma iniciativa que essencialmente contribui para essa missão, ao compartilhar e disponibilizar publicamente as melhores e mais produtivas práticas da cotonicultura. Clique aqui e saiba mais sobre como o Banco do Conhecimento pode lhe ajudar.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa IBA

Relacionadas

IMAmt - Instituto Mato-Grossense do Algodão
Rua Engenheiro Edgard Prado Arze, 1777 - Ed. Cloves Vettorato - 2 andar Quadra 03 - Setor A - Centro Político Administrativo
CEP: 78049-015 - Telefone: (65) 3624-1840
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil